26 de abril de 2017
por Equipe RIVO Toyota
0 comentários

toyota2

A Toyota testa nos Estados Unidos um caminhão movido a hidrogênio. O novo tipo de combustível é sustentável e não emite poluentes, apenas água potável, e seus motores são elétricos.

O chamado “Projeto Portal”, da Toyota, visa utilizar este tipo de combustível ecológico em caminhões de grande porte. O protótipo é baseado no Kenworth T660.

toyota

O projeto mostra a parte que correspondia ao leito da cabine ocupada por quatro tanques de hidrogênio sob alta pressão e duas baterias de ions de lítio de 6 kWh. Há também duas células de combustível como as que também equipam o Toyota Mirai.

O motor do caminhão é de 670 cv e 135,1 mkgf de torque, o que equivale aos mesmos números de um veículo deste porte movido a diesel.

De acordo com a Toyota, estes caminhões a hidrogênio aceleram mais rápido que os modelos a diesel. A justificativa seria o motor elétrico, que gera torque máximo imediato. Confira abaixo no vídeo a comparação.

Os tanques suportam 40kg de hidrogênio, que permitem um percurso de até 240 km com uma carga de 27,3 toneladas. A performance aumenta para 384 km com carga de 16,3 toneladas.

Os obstáculos que a Toyota agora enfrenta com o projeto é principalmente a falta de infra-estrutura atualmente para o abastecimento de hidrogênio.

Mesmo sendo o elemento mais comum do universo, não se encontra muito hidrogênio em sua forma natural na terra e a produção artificial do elemento é muito custosa no ponto de vista energético.

O objetivo da Toyota é provar que caminhões com tecnologia tão complexa podem ser confiáveis para grandes viagens, a questão da autonomia ainda não é a prioridade do projeto.

Para ler mais notícias, acesse rivo.com.br. Para mais informações sobre a RIVO visite nosso site.

19 de janeiro de 2017
por Equipe RIVO Toyota
0 comentários

toyota_mirai_rts_2

A Toyota firmou um acordo de colaboração científica com a Masdar, companhia nacional de energia dos Emirados Árabes, para a criação de um programa que visa explorar o uso da energia limpa proveniente do hidrogênio na cidade de mesmo nome, Masdar. O anúncio foi feito durante a abertura da Semana da Sustentabilidade em Abu Dhabi, que reúne conferencistas para debater as exigências do Acordo Climático de Paris e da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

A ideia é começar por uma série de testes de rodagem e abastecimento do veículo Mirai a partir de maio deste ano. Este veículo é équipado com tecnologia de célula de combustível a hidrogênio.

“Os Emirados Árabes Unidos possuem um vasto potencial para expansão da produção de hidrogênio. O país apresenta capacidade excedente em instalações e estações localizadas nas refinarias de petróleo e a expertise para produzir hidrogênio como subproduto proveniente da soda cáustica, sem contar o potencial de geração de energia por meio das mega centrais de energia solar”, declarou o chairman da Toyota, Takeshi Uchiyamada. “À medida que o governo continua promovendo novas iniciativas e buscando a criação de uma sociedade baseada no hidrogênio, os Emirados Árabes Unidos serão capazes de emergir como líder mundial da próxima geração de energias limpas”, acrescentou o executivo.

Este acordo faz parte dos planos da Toyota para a campanha Desafio Ambiental 2050, lançado em 2015. Este desafio impulsiona a montadora a investir em novas formas de desenvolvimento sustentável. Um dos maiores desafios da Toyota é sua meta de diminuir em até 90% a emissão CO2 em novos carros.

Por sua vez, o governo dos Emirados Árabes lançou uma agenda nacional denominada Visão dos Emirados Árabes Unidos 2021, com o objetivo de promover ações pela qualidade do ar e pela expansão do uso de energias limpas, além de se tornar referência em qualidade de infraestrutura.